Curiosidades

O que Freud pode nos ensinar sobre visão?

By agosto 16, 2019 No Comments

Você deve estar se perguntando o que uma coisa tem a ver com a outra. E para ser sincera, eu também me perguntei o mesmo durante um tempo. Mas calma. Se você se interessa por assuntos reflexivos, trouxemos um.

Quem é esse tal de Freud?

 

Sigmund Schlomo Freud, mais conhecido como Freud, foi um médico neurologista e pai da psicanálise. Nasceu no dia 06 de maio de 1856, em uma época em que a palavra Psicologia não fazia sentido algum. A mente era um buraco negro, por muitos considerada inexistente. Freud introduziu o método de tratamento psicológico através do diálogo entre paciente e médico. Suas teorias trouxeram mecanismos da mente inconsciente, como a interpretação dos sonhos. Ele desenvolveu a teoria da sexualidade infantil e dividiu a psique humana em três partes: ego, id e superego.

Enfim, Freud foi protagonista no desenvolvimento do estudo da mente e suas patologias. Mas aí você me pergunta: e o que tem a ver ele com a visão? Calma que vou explicar. Quando falamos em visão, lembramos de cara que ela é um dos cinco sentidos do nosso corpo. Mas olhando além, vemos que também é verbo, a ação de ver. É a partir da visão que o nosso cérebro chega ao mundo, é a partir dela que enxergamos, reparamos ou avistamos algo, quero dizer, é a partir dela que coletamos informações em nosso ambiente para que possamos compreendê-lo.

Os nossos olhos captam e transmitem uma imagem e o nosso cérebro processa e interpreta o que estamos vendo para poder dar sentido aquilo, para entender a situação.

Não parece nada simples, mas já temos o processo da “visão” automatizado no nosso dia a dia. E este pode ser o problema. Você alguma vez viu algo mas não enxergou? O cérebro está tão acostumado com o ambiente que a informação já passa sem ser percebida. E isso acontece, pois entramos em um estado de redução de energia, o “piloto automático”. Estar no piloto automático é ótimo quando pensamos que precisamos andar de bicicleta. Imagine ter que pensar a cada pedalada? Mas quanta informação valiosa perdemos enquanto pedalamos?

Quando pensamos em Freud e no que ele tem a nos ensinar sobre a visão, podemos perceber que ele saiu do piloto automático. Olhou para além do que era visto por todo mundo. Freud, a partir da observação da evolução das pacientes tratados pelo médico francês Charcot pode perceber que a causa dos problemas por elas relatados/ sintomatizados era psicológica e não orgânica. O problema estava na mente e não no corpo. Trouxe então a mente para o foco, desenvolveu a teoria do inconsciente. Percebeu o que estava a sua volta além do que era óbvio a todos. E assim se tornou uma grande referência.

Sendo assim, te desafio a sair do piloto automático por um dia. Perceba o que está a sua volta. E busque, claro, realmente ver e perceber as coisas. Com a observação podemos abrir espaço para desenvolver a Visão.

Leave a Reply