Ambliopia: A Síndrome do Olho Preguiçoso.

A Ambliopia, também conhecida como “olho preguiçoso” é o termo médico utilizado quando a visão se encontra reduzida, mesmo após correção visual com óculos ou lentes de contato. Os termos “olho vago” ou “visão preguiçosa” também são frequentemente utilizados pelos doentes para se referirem à Ambliopia.

A redução da acuidade visual pode ocorrer apenas em um olho (Ambliopia unilateral) ou, então, nos dois olhos (Ambliopia bilateral). Em termos técnicos, dizemos que um olho é amblíope quando a acuidade visual é menor relativamente à de um olho normal no mínimo em duas linhas numa escala subjetiva da medição da visão.

Quando presente a ambliopia pode ser considerada leve, moderada, grave, severa ou profunda e em último caso conduzir os doentes à cegueira.

O que é a Ambliopia?

Nossos olhos são responsáveis por “captar” as imagens e convertê-las em estímulos elétricos. Posteriormente essas imagens são transmitidas ao cérebro através dos nervos óticos. É na parte do cérebro occipital, responsável pela visão, que as imagens são “processadas”. A ambliopia pode ocorrer quando o olho e o cérebro não estão a “funcionar” de uma forma correta ou em “sintonia”. 

Em suma, a Ambliopia, é  uma causa comum de perda da visão em crianças, é uma redução da visão que ocorre porque o cérebro ignora a imagem recebida de um dos olhos.

Todos nós, enquanto crianças, passamos por uma fase de desenvolvimento visual, uma espécie de “aprender a ver”. Nesta fase o cérebro deve receber imagens claras e focadas dos dois olhos para que o desenvolvimento visual seja normal. Se tal não acontecer, ou seja, se os dois olhos não receberem imagens focadas e claras, não existirá um estímulo visual adequado e consequentemente irão produzir alterações anatômicas e funcionais do córtex da área visual do cérebro, levando a que o seu desenvolvimento não seja efetuado corretamente. Por isso, estas alterações provocam uma reduzida acuidade visual mesmo após correção óptica.

O que causa a Ambliopia? 

Há diversas razões para a falta de uma estimulação visual apropriada e cada uma delas pode causar um tipo de Ambliopia:

  • O desalinhamento dos olhos causa a chamada Ambliopia causada por Estrabismo. Os olhos produzem duas imagens, uma de cada olho, que normalmente estão fundidas em uma única imagem no cérebro e que são então integradas para produzir imagens tridimensionais e níveis elevados de percepção da profundidade. Caso as duas imagens estejam tão desalinhadas a ponto de não poderem ser fundidas, o cérebro suprime uma das imagens e ignora os sinais desse olho. 
  • Problemas de focalização (erros de refração) geralmente hipermetropia, miopia ou astigmatismo. Um erro de refração causa embaçamento da imagem ou imagens que chegam ao cérebro, resultando em uma grande diferença de foco entre os dois olhos. Esses erros podem se desenvolver em um (Ambliopia unilateral) ou ambos os olhos (Ambliopia bilateral). 
  • E o terceiro tipo de Ambliopia acontece quando é causada por bloqueio ou diminuição da visão, a Ambliopia se desenvolve quando uma turvação ou opacificação do cristalino (como devido à catarata congênita) ou da córnea reduz ou distorce a luz que entra no olho, ou quando outra causa (como glaucoma) leva à redução da visão em um olho. Uma pálpebra muito recaída também pode bloquear a visão e causar Ambliopia. 

Sintomas, Diagnóstico e Tratamento da Ambliopia

Crianças com ambliopia podem não notar que sua visão em um dos olhos é diferente da visão do outro ou podem ser novas demais para descrever os sintomas. Essas crianças podem apertar os olhos, cobrir um olho ou ter um olho que não aponta na mesma direção que o outro, sendo que todos esses sintomas podem indicar um problema que exige exame. Normalmente, as primeiras pessoas a notarem algo de errado na visão das crianças são os professores, e em alguns casos, até mesmo os pais. 

O Diagnóstico é feito através de exames preventivos feitos com produtos especializados um profissional da visão. O tratamento da Ambliopia envolve forçar o cérebro a usar as imagens visuais do olho afetado. Às vezes, isso é conseguido simplesmente mediante a correção dos erros de refração com óculos de grau, e quando esse processo já não ajuda o paciente, o profissional pode indicar o uso de um tampão sobre o olho melhor (na Martinato você encontra diversos modelos: Oclusor Translúcido LM-204C, Oclusor tipo Pirata Verde LM-204E), ou até mesmo receitar colírios para turvar a visão do olho melhor, permitindo que o olho mais fraco vá se fortalecendo. 

Se o estrabismo for a causa, ele deve ser corrigido com cirurgia após a visão ter sido equalizada entre os olhos. Uma catarata ou outra opacidade no olho pode exigir tratamento cirúrgico.

5/5 - (2 votes)

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

Social Media

Mais Populares

Receba as últimas notícias

Se Inscreva para receber conteúdos especiais

Receba notícias e conteúdos da Martinato.

Receba Notícia
body {background-color: transparent !important; }

Arquivo

Encontre o post por mês

Categorias

Outros

Posts Relacionados

Dica de Filmes.

Filmes são grandes fontes de entretenimento, então aqui seguem dicas de nossos filmes preferidos com o tema voltado para a visão.