A sua secretária também precisa dizer bom dia

Não é incomum irmos a uma consulta onde somos muito bem tratados pelo profissional. Um bom dia com um sorriso no rosto, uma anamnese detalhada e um abraço (que hoje foi trocado por um toque de cotovelos) caloroso no final. Tenho certeza que você, mesmo sendo profissional da saúde, também é paciente em diversos outros momentos e percebe que um bom atendimento faz muita diferença na hora de se tornar fidelizado àquela clínica ou consultório. A busca por atenção e por ser ouvido é inerente ao ser humano e o atendimento humanizado vem se tornando cada vez mais necessário, pois há muitos profissionais qualificados no mercado. O paciente então procura por mais.

Muitas vezes o profissional está tão focado no seu bom atendimento que esquece de administrar o restante do seu espaço. Isso reflete e é percebido nitidamente na gestão e treinamento da equipe que faz o primeiro acolhimento do paciente: a(o) secretária(o) e/ou recepcionista. Sem darmos tanta atenção a estas pessoas, nos esquecemos que são as responsáveis pela linha de frente, é quem olha para o paciente assim que ele abre a porta do consultório, é a primeira impressão que o paciente tem ao entrar no espaço. No entanto, muitas vezes são profissionais despreparadas para o serviço de atendimento e acabam trazendo sensação de desconforto no paciente, afinal, ninguém gosta de ser mal atendido. 

Mas aí vem uma pergunta: será que é culpa deles? Se pensarmos em uma empresa, todo CEO confirmará a ideia de que se o norte não está bem claro a todos, cada um vai velejar seu barco para uma direção diferente. Uma clínica, mesmo não tendo todos os processos empresariais tradicionais, também é uma empresa e também precisa de um norte claro. É necessário que quem esteja atendendo lá saiba o que a clínica busca, qual a sua cultura, como ela deve funcionar. E quem dá esse norte? O administrador, que na maioria das vezes é o próprio profissional de saúde.

Sendo assim, o mais importante é deixar muito claro para o profissional que receberá seu paciente como você espera que seja seu comportamento e como você quer que o paciente seja tratado. Quando deixamos claro que queremos que o atendimento seja um diferencial e mostramos ao funcionário como deve ser feito com normas claras (por ex: sempre receba o paciente com um sorriso no rosto e um bom dia caloroso, perguntando como ele está), a pessoa que está prestando o serviço para a clínica terá muito mais chance de desempenhar bem a sua tarefa.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

Social Media

Mais Populares

Receba as últimas notícias

Se Inscreva para receber conteúdos especiais

Receba notícias e conteúdos da Martinato.

Receba Notícia
body {background-color: transparent !important; }

Arquivo

Encontre o post por mês

Categorias

Outros

Posts Relacionados

Como montar uma ótica?

Começar um negócio próprio sempre demanda muita pesquisa e atenção independente do setor ou do cenário econômico nacional. No caso de uma Óptica,  também é