Os prejuízos do sono ruim para sua saúde e a visão

O Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM) realizou uma pesquisa que apontou que 69% dos brasileiros avaliam seu sono como insatisfatório ou ruim, queixando-se desde a dificuldade em dormir até acordar diversas vezes durante a noite.

E você, já sofreu com uma noite mal dormida? Faz parte dos 69% dos brasileiros que dormem mal? Ou conhece alguém que reclama do sono?

O sono é essencial para nossa saúde. Quando estamos dormindo, nosso organismo realiza várias funções necessários para o bom funcionamento do corpo. É fundamental para o desenvolvimento normal do cérebro e para nossa aprendizagem.

Nós, humanos, temos 5 estágios em nosso sono e dividem-se em dois tipos – o sono N-REM (Movimento Não Rápido dos Olhos) e o sono REM (Movimento Rápido dos Olhos) – que duram em média de 90 minutos e se repetem durante a noite.

 “A interrupção ou incompletude de qualquer uma dessas fases do sono são responsáveis pelo sono de má qualidade, que, em longo prazo, pode prejudicar o equilíbrio do organismo e a saúde. É preciso estar atento porque a frequência de uma má noite de sono pode significar a presença de distúrbios, que atrapalham a qualidade de vida e o bem-estar do indivíduo”, alerta a Consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi.

As noites mal dormidas podem causar diversos prejuízos. Em um curto espaço de tempo, o sono prejudicado pode provocar dores no corpo, cansaço, lentidão no raciocínio, sonolência, perda de memória em fatos recentes, desatenção, irritação, dificuldade de atenção e alterações de humor. A longo prazo, outros problemas podem surgir, que são eles: comprometimento no sistema imunológico, falta de vigor físico e diminuição muscular, tendencia de desenvolver obesidade, envelhecimento precoce, diabetes, dentre outras.

No caso da obesidade, o apetite também pode ser afetado e você sabe porquê?

Pois é enquanto dormimos que a leptina – hormônio da sensação de saciedade – é reduzido, o que provoca maior sensação de fome.

O comum é que nas primeiras 24 horas acordados ficamos enérgicos, motivados e otimistas. Isso ocorre por causa do funcionamento do sistema mesolímbico, que estimula nosso comportamentos para a manutenção da nossa vida, ou seja, a alimentação proporciona sensação de prazer e satisfação, com a liberação de um neurotransmissor, a dopamina.

Com o passar das horas, o cérebro começa a “desligar” algumas regiões, como a tomada de decisões e o planejamento, levando a termos comportamentos impulsivos. O cansaço do corpo começa dar espaço para a lentidão nas atividades dificultando o processamento das funções cognitivas e perceptivas.

Depois de um ou dois dias, nosso sistema imunológico pode começar a falhar. A glicose passa a não ser metabolizada da forma correta, e a memória não funciona mais tão bem, podendo ocorrer até alucinações.

O perigo de não dormir também pode ser um perigo nas estradas, na cidade e no trânsito, pois a fadiga e a sonolência podem causar graves acidente ao estar no volante.

Além dos problemas citados, o sono pode afetar diretamente sua visão.

Ficar muitas horas com os olhos abertos e passar noites em claro pode afetar a estrutura dos olhos, pois diminui o tempo de lubrificação ocular que acontece enquanto dormimos à noite. No inverno ou em períodos de maior seca, a imunidade e capacidade do organismo para reagir e combater as infecções acabam ficando prejudicadas e os riscos de contrair conjuntivite (bacteriana, viral ou alérgica) aumentam, pois o nosso corpo passa a ter maior dificuldade em reagir as agressões externas, desencadeando uma série de outros problemas. Por isso, devemos ter uma boa qualidade sono.

Conforme informado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os distúrbios do sono, ou insônia, atingem 4 em cada 10 pessoas em todo o mundo. As noites mal dormidas podem gerar danos aos olhos e à visão, além da dificuldade de concentração e pouco ânimo para enfrentar os desafios da vida, como já relatamos.

A insônia, pode deixar os olhos vermelhos, com ardência e ressecamento na córnea.

“Casos crônicos ou constantes de insônia podem gerar prejuízos mais graves, já que o ressecamento contínuo da córnea leva à formação de microerosões na camada ocular, podendo formar úlceras, inflamações ou dores”, alerta Richard Yudi Hida, Oftalmologista.

E para ter um corpo saudável e que funcione perfeitamente, é importante que tenhamos horas apropriadas para o nosso sono, de acordo com a idade.

Mas você sabe quantas horas de sono são necessárias para cada idade?

Jovens e adolescentes acabam adotando hábitos de passar noites em claro, por vários motivos, que são eles: estudar para provas, jogar e passar horas na internet, ficar de papo com os amigos, festas e baladas noturnas são algumas delas. Mas isso faz mal para a saúde, e quer saber o porque?

Nossos hormônios são responsáveis por ficarmos acordados, dormindo, felizes, tristes, dentre outras funções. Pela manhã, com o nascer do sol, o cérebro libera o hormônio, chamado cortisol, avisando que é hora de acordar e realizar as atividades do dia a dia. Com o passar das horas, as doses de cortisol no sangue vão diminuindo, até chegar o pôr do sol, hora que a melatonina aumenta (hormônio do sono).

Porem no nosso dia a dia, acabamos olhando televisão, smartphones, com alta incidência de luz azul, a luz artificial, que pode “enganar o cérebro” e acabar prejudicando nosso sono. Por isso os aplicativos que alteram a luz dos computadores e dispositivos móveis são bem vindos, pois eles se adaptam a iluminação de acordo com a hora do dia, que evita o cansaço visual e a dor de cabeça.

Mas chega de explicação, vamos ao que interessa… horas de sono!

Em cada fase da nossa vida precisamos de algumas horas de sono, ou pelo menos é o recomendado para ser saudável, que podem variar de 5 a 19 horas diárias. Ou seja, um idoso pode ficar até 19h acordado e 5h dormindo, já um bebe, a lógica inverte, são 19h dormindo para 5h acordado.

Veja a tabela do sono e confira quantas horas são necessárias para cada faixa etária.

Agora me diga,

Você está dormindo o suficiente?

Caso seu sono não seja de qualidade, procure um especialista para que assim possa evitar problemas que possam a surgir.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

Social Media

Mais Populares

Receba as últimas notícias

Se Inscreva para receber conteúdos especiais

Receba notícias e conteúdos da Martinato.

Receba Notícia
body {background-color: transparent !important; }

Arquivo

Encontre o post por mês

Categorias

Outros

Posts Relacionados